Financiamento de Imóveis

Saiba tudo sobre a documentação necessária para aprovar seu financiamento

0

Agora que você já decidiu qual o imóvel quer chamar de seu, é chegada a hora da parte mais burocrática da compra. Não tem o valor a vista? Não tem problema! Um dos grandes facilitadores na conquista do sonho da casa própria hoje é o financiamento imobiliário.

Ele permite que você realize o pagamento de forma parcelada e as parcelas podem ser fixas ou decrescentes. Existem diversas opções disponíveis no mercado, se você pesquisar bem – conte com a ajuda da UNE em todo o caminho – com toda a certeza conseguirá encontrar um formato que se encaixe nas suas necessidades. Seguindo algumas etapas:

  • a entrega de documentação solicitada;
  • a análise de crédito;
  • a avaliação do imóvel;
  • a assinatura de contrato;
  • o registro do imóvel no cartório competente.

Para aprovar o seu financiamento você vai precisar comprovar que realmente está comprando um imóvel, o quanto vai precisar para realizar a transação e a sua capacidade de pagamento das parcelas. Seguindo algumas regras para: renda mensal, valor mínimo de compra, taxas de juros, tipo do imóvel e limite de crédito, que podem variar de acordo com o banco.

Essa comprovação de que você poderá arcar com o pagamento do crédito exige uma série de documentos referentes a você, ao vendedor e ao imóvel. Deixar para reunir essa papelada na última hora, após encontrar o imóvel perfeito, pode gerar um certo estresse.

Por isso, reunimos neste artigo uma relação da documentação padrão nesses casos, para que você possa se organizar com antecedência e garantir uma maior tranquilidade e agilidade nesse processo.

Documentos do comprador

Vamos começar então pelos seus documentos: existe a possibilidade de se apresentar como pessoa física ou jurídica, veja o que vale mais a pena no seu caso e confira abaixo a documentação necessária.)

Pessoa Física
  • RG;
  • CPF;
  • Certidão conjunta de débitos referentes aos tributos federais;
  • Certidão de nascimento ou, se casado, certidão de casamento (com a averbação, caso seja separado ou divorciado);
  • Comprovação de renda (contra-cheques, extratos bancários e cartão de crédito, etc).

Caso você queira utilizar seu FGTS para ajudar a quitar o financiamento, também deve apresentar:

  • Extrato original, datado, carimbado e atualizado do FGTS, emitido em uma agência da Caixa Econômica Federal;
  • Cópia simples de um comprovante de residência de, no máximo, 3 meses atrás;
  • Cópia simples de um comprovante de residência antigo de, no mínimo, 1 ano atrás;
  • Cópia simples da Carteira de Trabalho (CTPS);
  • Cópia simples da última declaração do Imposto de Renda (IR);
  • Se você for casado ou tiver uma união estável, também será necessário apresentar cópia simples da última declaração do Imposto de Renda do cônjuge ou convivente.
Pessoa Jurídica
  • Contrato Social ou Estatuto Social original com todas as últimas alterações contratuais e estatutárias;
  • Certidão Negativa de Débito do INSS;
  • Certificado de Regularidade do FGTS (CRF);
  • Certidão de Quitação de Tributos Federais (CQTF);
  • Comprovação de renda (pró labore ou declaração do imposto de renda no último ano).

Documentos do vendedor

Você irá precisar também comprovar de quem você está comprando o imóvel para garantir o seu financiamento, segue abaixo a relação necessária no caso de pessoa física ou jurídica.

Pessoa Física
  • RG;
  • CPF;
  • Declaração de profissão;
  • Certidão de nascimento ou, se casado, certidão de casamento;
  • Certidão conjunta de débitos relativos aos tributos federais.
Pessoa Jurídica
  • Carta com firma reconhecida em cartório e assinada pelos representantes;
  • Cópia simples da Certidão Negativa de Débito (CND);
  • Cópia simples do contrato social ou estatuto social consolidado e registrado perante a Junta Comercial;
  • Cópia simples da Certidão Negativa de Débitos de Tributos e Contribuições Federais (CCN);
  • No caso da empresa possuir estatuto social e não contrato social, também será necessária cópia simples da Ata de Eleição da Diretoria registrada na Junta Comercial.

Dicas pelo lado da construtora

Por último e não menos importante, a documentação do imóvel que você está adquirindo, pois é necessário que ele esteja em uma situação regular perante a justiça, e também para comprovar o valor que você está pedindo.

  • registro de título de propriedade;
  • certidão negativa de ônus reais;
  • certidão negativa de IPTU;
  • registro de ações reipersecutórias e alienações;
  • registro de pagamento do TCA;
  • averbação da construção no Cartório de Registro de Imóveis;
  • alvará de utilização ou “Habite-se”;
  • planta baixa;
  • certidão enfitêutica;
  • opção de compra e venda preenchida;
  • Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) do engenheiro responsável pela obra.
Conclusão

Agora você já conhece toda a documentação necessária para apresentar a instituição financeira na hora de solicitar o seu financiamento imobiliário. Tome muito cuidado quanto ao estado de conservação desses documentos e se eles estão todos atualizados adequadamente, ou não serão aceitos.

É importante reforçar também que esse relação de documentos pode variar de acordo com o banco e o tipo de financiamento escolhidos, atente-se bem a isso.

Pode ser que você encontre um correspondente do banco na própria imobiliária, como na rede UNE que você pode contar com facilitadores da Caixa Econômica Federal – Caixa Aqui-, o banco mais utilizado para financiamentos imobiliários, incluindo a opção do programa Minha Casa Minha Vida que oferece grandes vantagens na negociação

Nesse momento, o seu consultor de imóveis UNE continuará sendo seu grande aliado, lhe orientando a cada decisão para que você tenha uma maior tranquilidade na hora de conquistar o seu crédito imobiliário e oficializar enfim a compra da sua casa.

5 passos importantes para aprovar o seu financiamento

Artigo anterior

Sucesso da UNE na Franchising Fair 2018

Próximo artigo

Talvez você também goste