Financiamento de Imóveis

Conheça a diferença entre as tabelas PRICE e SAC

0

Sabemos que o imóvel é um bem de alto valor, por isso, a forma mais comum de aquisição entre os brasileiros ainda é o financiamento imobiliário, que pode ser utilizado hoje em dois diferentes sistemas de amortização.

E se você buscou por este conteúdo já deve saber que estamos falando das tabelas PRICE e SAC. Nosso maior objetivo aqui é fazer um comparativo entre essas duas modalidades para auxiliar você a compreendê-las e fazer a melhor escolha.

Então, leia o restante deste texto e conheça a diferença entre as tabelas PRICE e SAC na hora de fazer um financiamento imobiliário. Boa leitura!

Principais diferenças entre a Tabela PRICE e SAC

Quando recorremos ao financiamento para a compra de um imóvel, precisamos saber que a parcela é constituída pelo valor da amortização somado ao valor do juros referente aquele mês.

Nesse caso, existem duas formas de trabalhar a amortização do valor financiado, seguindo o sistema PRICE ou SAC. Vamos realizar o comparativo das principais características destes sistemas para avaliar qual será a melhor decisão para o seu caso.

Juros e amortização

Primeiro, vamos entender o que são os juros e a amortização: os juros correspondem ao valor que o banco cobra por emprestar o dinheiro, enquanto a amortização é o pagamento referente ao valor emprestado, de forma parcelada.

O percentual de juros varia de acordo com o banco, levando em conta o tempo de financiamento e o valor de compra do imóvel, independe da modalidade de amortização. Entretanto, o pagamento dos juros e da amortização varia entre os sistemas PRICE e SAC.

Na tabela PRICE, por exemplo, à medida que as parcelas são pagas, a amortização aumenta e os juros diminuem, de forma proporcionalmente inversa. Enquanto na SAC, o valor da amortização é o mesmo do início ao fim, mas o valor referente ao juros vai diminuindo progressivamente.

Valor das parcelas

A principal diferença entre os dois sistemas está na forma como é trabalhado o valor das parcelas do financiamento: se você optar pela tabela PRICE, vai pagar o mesmo valor na parcela do início ao fim. Já ao optar pela SAC, as parcelas vão diminuindo ao longo do tempo.

Pela SAC, a tendência é que as parcelas sejam mais altas no início do que na PRICE, justamente porque os juros são pagos primeiro e o direcionamento de valores para a amortização é fixo. 

Aprovação de crédito

Existe um detalhe de que a maioria dos bancos não aprova financiamento em que as prestações mensais sejam maiores que 30% da renda familiar, com o objetivo de minimizar a inadimplência.

Em certos casos a prestação da Tabela PRICE, que no começo é mais baixa, cabe dentro dos 30% e a prestação inicial pelo SAC supera esse percentual. Nesses casos é preciso adaptar-se ao sistema mais compatível com a sua renda.

Qual a melhor opção?

Como você pôde ver há pouco no tópico acima, nem sempre você poderá escolher. Mas, caso você tenha o poder de escolha, vai depender das suas projeções futuras. Como assim? 

Bom, como vimos, o sistema SAC inicia com parcelas mais altas, mas vai diminuindo com o passar do tempo. Portanto, ele será mais interessante caso você não tenha expectativa de grandes aumentos na sua renda, porém se torna mais restritiva na aprovação de crédito.

Já no sistema PRICE, em que a parcela se mantém a mesma do início ao fim pode facilitar a organização financeira e, caso você tenha uma boa projeção para aumentar sua renda futuramente, poderá abater parcelas. Isso gera, além do abatimento do valor restante da dívida, vantagens na redução do preço total da operação. 

Você também pode recorrer ao Simulador de Financiamento de Imóveis SAC e PRICE, no site da Calculadora Fácil, e testar com as suas informações para ter uma base mais aproximada a sua realidade.

Conte com a ajuda do seu consultor UNE

É claro que a alternativa mais sábia nessa hora é procurar o seu consultor imobiliário UNE, que está preparado para explicar mais a fundo as características de cada sistema e ainda poderá analisar de perto especificamente a sua condição, oferecendo um atendimento personalizado e sanando todas as suas dúvidas.

Por isso, entre em contato agora com a UNE mais perto de você!

#VemPraUNE

7 Dicas sobre como escolher o imóvel certo para investimento

Artigo anterior

Por que investidores estão trocando seus ativos na bolsa de valores por imóveis

Próximo artigo

Talvez você também goste