Dicas de CompraFinanciamento de ImóveisImóveis na PlantaImóveis NovosImóveis UsadosMinha Casa Minha Vida

Como escolher seu primeiro imóvel para sair da casa dos pais

0

Morar na casa dos pais pode ser confortável em alguns pontos: a comida está sempre pronta, a roupa lavada e você não precisa se preocupar em estar indo a todo momento no mercado – sem falar na economia do seu dinheiro, não é mesmo?

Mas chega um certo ponto em que queremos buscar uma maior autonomia e liberdade para viver a nossa própria maneira, criando a nossa rotina independente da família, fazendo as coisas do nosso jeito e com mais privacidade.

Se você já possui sua própria renda, pode ser bastante interessante aproveitar essa oportunidade de ainda estar vivendo com os pais para investir no primeiro imóvel antes de se mudar. Assim, fica mais fácil juntar um bom valor para a entrada de um financiamento ou mesmo arcar com as parcelas sem maiores preocupações.

Reunimos neste artigo alguns fatores que você precisa observar para escolher o seu primeiro imóvel com sabedoria e dar finalmente esse grande passo de sair da casa dos pais e conquistar a sua independência, realizando o sonho da casa própria.

Escolha bem o bairro que você quer morar

Se você ainda não tem certeza de onde exatamente gostaria de morar, comece pesquisando as características de cada bairro da cidade e analise o que tem mais a ver com você.

Fique de olho em questões como a segurança na região, levando em conta o percurso para o seu local de trabalho, lugares que você gosta de frequentar e as opções de comércio, mercados, farmácias e padarias por perto.

Caso você pratique atividades físicas no seu dia a dia, lembre-se de se informar sobre as academias e parques que viabilizam as práticas de esportes ao ar livre na região, assim você poderá garantir a sua corrida diária, o treino na academia ou então o jogo de padel de toda semana, por exemplo.

Procure se informar também a respeito do valor médio por metro quadrado, pois além de influenciar no valor que você vai precisar investir no seu imóvel, normalmente quanto mais valorizado é o metro quadrado de um bairro, mais caro será o custo de vida nele – incluindo os gastos no dia a dia em estabelecimentos como os citados acima.

Cuidado também com fatores como acessibilidade e equipamentos públicos. Caso você precise usar o transporte público, por exemplo, fique atento às possibilidades quanto a frequência de horários, locais de acesso, quantas conduções você vai precisar para seus deslocamentos e os custos.

Se você já possui o próprio carro, pense em postos de gasolina por perto e opções de garagem ou local próximo para estacionar. Além, é claro, de contabilizar a distância que terá que percorrer diariamente e os gastos que isso irá demandar.

Pense nas características ideais do imóvel

Após escolhido o bairro, é hora de analisar a oferta de imóveis disponíveis para compra na região. Nesse momento talvez seja interessante ter a ajuda de alguém que entenda bem de todas estas questões e consiga te auxiliar a tomar a melhor decisão de maneira mais fácil e segura, e que, ainda por cima, poderá te ajudar – e muito – a encontrar algo que se encaixe às necessidades pessoais.

Procure ter em mente o que é mais importante para você quanto às características do imóvel ideal e quais delas você pode abrir mão caso necessário. Mantenha uma conversa franca a respeito disso com o corretor que está te ajudando e já tenha em mente também em média quanto você poderá investir.

Quando se trata do primeiro imóvel, principalmente se você pretende morar sozinho, é interessante procurar algo que lhe proporcione praticidade. Pense que agora você provavelmente vai ser o único responsável por todas as tarefas domésticas, então pode ser melhor optar por uma metragem mais enxuta para facilitar as coisas no dia a dia, não é?

Isso também vai depender muito do seu estilo de vida. Caso você já possua uma renda mais atraente e goste de receber amigos na sua casa, por exemplo, você pode optar já por um espaço maior, talvez com um quarto extra para hospedá-los sempre que quiser.

Uma boa dica para quem possui um estilo de vida mais corrido e acaba passando o dia inteiro fora, pode ser optar por um condomínio, entenda melhor logo abaixo.

Porque optar por um condomínio

Normalmente morar em um condomínio traz muitas vantagens para quem possui uma rotina mais acelerada. Afinal, sabemos que não há nenhuma vantagem em deixar a casa vazia por muito tempo, pois corremos o risco de algum bandido tentar entrar quando estivermos ausentes.

Em um condomínio, especialmente os com portaria 24 horas, você pode obter uma maior segurança, por exemplo. Além das opções de infraestrutura, como área esportiva, piscinas, salão de festas, churrasqueiras ou cozinha gourmet.

Caso você goste de fazer reuniões com os amigos ou a família e prefere – ou precisa – optar por um imóvel pequeno, um condomínio que proporcione uma infraestrutura mais completa pode ser uma grande vantagem.

É importante você se lembrar de colocar todas as taxas na ponta do lápis para saber se realmente irá valer a pena.

Verifique se cabe no seu orçamento e monte a melhor estratégia de compra

É importante ter um certo cuidado na hora de analisar os custos que a nova moradia vai lhe trazer, e se vale a pena se mudar logo ou então seguir na casa dos pais como uma estratégia para continuar economizando nos gastos domésticos e quitar as parcelas, por exemplo.

Tudo vai depender da sua realidade atual e as possibilidades que existem no seu caminho, por isso calcule bem seus recursos e os investimentos necessários para realizar a compra com a consciência de estar fazendo um bom negócio.

O melhor de tudo é que, além de conquistar o seu próprio imóvel, que é um bem de alto valor e desejado por muitos brasileiros, você estará fazendo um ótimo investimento para o seu futuro.

Isso porque, mais a frente quando sua vida estiver mudando novamente, você já terá garantido algum patrimônio que poderá servir como fonte de renda através do aluguel para terceiros ou então ser utilizado na entrada da compra de um novo imóvel. E ainda existe uma grande tendência de valorização com o passar do tempo!

Com todos esses pontos em mente, você já sabe o que fazer para escolher o melhor imóvel para ser o seu primeiro lar! Foque em encontrar um que se encaixe nas suas necessidades e também no seu bolso.

Chegou a hora de realizar esse sonho, e você verá como essa escolha será essencial na sua vida.

8 Motivos para sair do aluguel e ter a sua casa própria

Artigo anterior

5 motivos indiscutíveis para sair da casa dos sogros

Próximo artigo

Talvez você também goste

Mais artigos em Dicas de Compra